VITRECTOMIA POSTERIOR (VVPP)

     

         

O QUE É?

A Vitrectomia via pars plana ou vitrectomia posterior é uma cirurgia oftalmológica que envolve a remoção do vítreo, um gel transparente que preenche o olho.

 

INDICAÇÕES

 

As indicações mais comuns são:

Descolamento de retina

Hemorragia Vítrea

Trauma ocular

Doenças maculares (Buraco de mácula, membrana epirretiniana ou tração vítreo macular)

Complicações de cirurgia de catarata

 

SOBRE A CIRURGIA

 

A cirurgia deve sempre ser realizada por um especialista em retina cirúrgica.

O procedimento em média leva cerca de 1 ou 2 horas.

Atualmente, com as técnicas mais modernas, conseguimos fazer incisões muito pequenas (23 ou 25 gauge) para realizar a cirurgia, permitindo grande segurança, eficiência e mais conforto no pós operatório.

 

SUBSTITUTOS VÍTREOS

 

Em alguns casos, após retirar o gel vítreo, deve ser utilizado um substituto vítreo ( substância implantada dentro do olho para substituir o vítreo retirado durante a cirurgia). A depender da indicação cirúrgica pode ser um gás (C3F8 ou SF6) ou óleo de silicone. No caso do gás, o mesmo diminui e desaparece espontaneamente em alguns dias. Já o implante de óleo de silicone requer na maioria das vezes uma segunda cirurgia , cerca de 3 a 6 meses após a primeira, para retirada desta substância.

 

PÓS OPERATÓRIO

 

Os cuidados pós operatórios variam de acordo com a indicação da vitrectomia. O ideal é seguir todas as recomendações e tirar todas as dúvidas com seu cirurgião.

 

Em média, após a cirurgia é recomendado um período de repouso por 10 a 15 dias  e uso de colírios por cerca de 6 semanas.  Atividades físicas devem ser evitadas por cerda de 45 dias.

Se for implantado gás como substituto vítreo você não poderá realizar viagens para locais com grande diferença de altitude (subir serras por exemplo), e não poderá viajar de avião até que o seu cirurgião permita.

 

Na maioria das vezes, em casos não complicados,  a visão melhora após algumas semanas. Porém em alguns pacientes o resultado final é alcançado após meses da cirurgia.

 

COMPLICAÇÕES

 

Acelera formação de catarata

 

Alguns casos evoluem com recorrência e novas cirurgias poderão ser indicadas.

 

 

Veja os vídeos abaixo da sociedade européia de retina e vítreo para saber mais sobre a cirurgia:

 

 

      Descolamento de Retina

 

       Vídeo

 

Síndromes maculares (Edema macular, Buraco de mácula, Membrana epirretiniana, Tração vitreomacular)

 

        Vídeo