Estrabismo

 

 

Corresponde à perda de paralelismo entre os olhos (alteração nos músculos que controlam os movimentos dos olhos). Existem três formas de estrabismo: Convergente (desvio dos olhos para dentro),Divergente (desvio para fora) e Verticais (um olho fica mais alto ou mais baixo que o outro).

O estrabismo pode ser corrigido com óculos (nos estrabismos acomodativos, em geral associados a correção de hipermetropia) ou cirurgia. Desvios latentes ou intermitentes podem ser auxiliados por exercícios ortópticos.

A avaliação é feita pelo Oftalmologista, que indicará o melhor tratamento para estímulo visual adequado. No caso da criança, até os 7 anos de idade. Como o objetivo do tratamento na criança é o desenvolvimento normal da visão, quanto antes instituído o tratamento, melhores e mais rápidos serão os resultados.

A cirurgia é realizada quando o desvio não é corrigido com óculos. O tamanho do desvio é que determina se os músculos de um ou dos dois olhos devem ser operados. Em crianças utiliza-se anestesia geral, enquanto em adultos pode ser utilizada a anestesia local (colírios ou infiltração).