Crosslinking

     

         

O que é o crosslinking?

E uma técnica cirúrgica que consiste em aplicar raios ultravioletas do tipo A associado à riboflavina (vitamina B2) para fortalecer a córnea através do aumento das ligações covalentes nas moléculas do colágeno.  Portanto, o objetivo da cirurgia consiste em estabilizar o ceratocone em evolução.

  Antes

  Depois

Quais as indicações para cirurgia de Crosslinking?

As principais indicações são as seguintes patologias em evolução (comprovado com topografia de córnea)

Ceratocone

Degeneração Marginal Pelúcida

Ectasia iatrogênica

Ceratopatia Bolhosa

Associada com anel intraestromal

O crosslinking irá melhorar a visão?

O objetivo do crosslinking é “congelar” a córnea como está, portanto, esta indicado nos pacientes com boa visão de óculos ou com uso de lente de contato

Como é a cirurgia?

Remove-se o epitélio, que é a camada mais superficial da córnea, e aplica-se a riboflavina (vitamina B2) por 30 minutos. Após esse período, continua a instilação do colírio associado à exposição a luz UVA para modificação da estrutura das fibras da córnea e consequente fortalecimento. Ao final do procedimento uma lente de contato que funciona como curativo é colocada.

Quais os riscos do crosslinking?

Infecção, turvação visual por um período, cicatrização inadequada. Caso ainda exista progressão, novo procedimento pode ser realizado.

Como é a recuperação?

A visão pode ficar bem turva nos primeiros dias de cirurgia. O paciente pode ter desconforto, sensação de areia, ardência, luz incomodar .  Após 2-3 dias é possível voltar ao trabalho.

Quais os cuidados no pós operatório?

Evitar sol para uma cicatrização adequada, portanto uso de óculos escuros diariamente por 30 dias. Evitar praia e piscina por 30 dias.  Utilização de colírios recomendados, atividade físicas devem ser interrompidas por 7 dias.